Conceitos, Scrum

Pilares do Scrum

Pilares são as diretrizes fundamentais sobre as quais a implementação de um processo, uma ferramenta ou um framework está apoiada.

O Scrum é composto por três pilares: transparência, inspeção e adaptação.

Transparência

Por transparência o Scrum Guide entende que todos os aspectos significativos do processo devem ser visíveis para os responsáveis pelos resultados.

Todos os envolvidos no produto devem compartilhar uma visão comum e clara do processo inteiro e para isso contamos, entre outros, com as seguintes ferramentas e artefatos do Scrum:

  • A reunião diária, na qual o time se junta para compartilhar o que foi feito no dia anterior, o que está programado até o fim do dia corrente e quais são os impedimentos para que a meta da Sprint seja cumprida.
  • O quadro kanban, que dá a visibilidade das tarefas em andamento, o que falta realizar na Sprint e ainda o que já foi realizado, testado e está pronto para a liberação.
  • A reunião de revisão (ou demo), quando o time demonstra o trabalho realizado na Sprint e o cliente tem a oportunidade de apresentar um feedback antes mesmo do final do projeto.
  • A definição de pronto, que deve ser acordada entre os interessados, tanto os que realizam o trabalho quanto aqueles que o aceitam.

Inspeção

Inspeção significa que todos os aspectos que envolvem o processo devem ser verificados com frequência suficiente para que eventuais desvios sejam detectados a tempo.

Queremos com isso dizer que não só o produto, mas também a dinâmica da equipe deve ser periodicamente avaliada, salientando que a inspeção não deve ser tão frequente ao ponto de atrapalhar a própria execução do trabalho.As inspeções são mais benéficas quando realizadas de forma diligente por inspetores especializados no trabalho a se verificar.

Um bom exemplo de prático de inspeção é a reunião de retrospectiva, quando a equipe revisita a Sprint que está finalizando, avalia sua dinâmica de trabalho e indica os ajustes que julga necessário realizar ao longo das sprints seguintes.

Adaptação

Uma vez inspecionado, o processo deve ser adaptado toda vez que for conveniente para atender as necessidades ou sanar eventuais inconsistências.

Adaptação não diz respeito apenas ao processo definido pelo time, mas também ao produto, conforme o time vai caminhando em direção à sua definição de pronto.

A priorização das histórias de usuário realizada pelo PO, um ajuste na definição de pronto do time (ou de quaisquer outros acordos de trabalho que o time tenha estabelecido) e o backlog grooming são bons exemplos deste pilar.

O Scrum é mais que uma metodologia ou uma fórmula, é uma mudança na maneira de pensar das organizações. Se estes três pilares estiverem sendo praticados, o caminho está aberto para uma implementação bem sucedida do framework.

Um comentário em “Pilares do Scrum”

  1. Pingback: Valores do Scrum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s